SINDSAUDESP SINDSAÚDE-SP

Que em 2014 estejamos juntos e fortes na luta por salário decente e condições de trabalho dignas!
  • São Paulo, 2 de agosto de 2014
  • Webmail

Congresso CNTSS/CUT elege nova direção

Delegados do 6º Congresso Nacional da CNTSS/CUT elegem nova Direção da Confederação para o mandato de 2013/2016. O Congresso, que aconteceu de 27 a 31 de maio na Capital, também aprovou o Plano de Lutas que norteará os trabalhos da Confederação neste novo período

Por CNTSS
Sexta-feira, 31 de maio de 2013

Reunidos desde a última segunda-feira, 27/05, os delegados presentes ao 6º Congresso Nacional da CNTSS/CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social elegeram na tarde desta quinta-feira, 30/05, a nova Direção Nacional da entidade para o mandato 2013/2016. A posse dos 44 dirigentes eleitos aconteceu em solenidade realizada logo após a aclamação do resultado por parte dos delegados presentes à Plenária, cerca de 380 vindos de todos os Estados e do Distrito Federal.

Cerca de 180 sindicatos das categorias que compõem o Ramo da Seguridade Social - Saúde, Previdência e Assistência Social, dos setores público e privado, estavam representados neste Congresso. Os delegados presentes ao processo de votação elegeram por unanimidade a nova Direção da CNTSS/CUT. Foram eleitos os dirigentes para as seguintes instâncias da Confederação: Direção Executiva (14), Direção Nacional (17), Suplência (7), Conselho Fiscal (3) e Suplência do Conselho Fiscal (93) - lista completa logo abaixo.

Para a presidente da gestão anterior, Maria Aparecida Faria, o 6º Congresso Nacional da CNTSS/CUT foi um momento rico de discussão para a categoria. Foi uma agenda com palestras e conferências que abordaram temas importantes para as lutas desenvolvidas por nossos Sindicatos. A Seguridade Social tem um peso muito significativo dentro da estrutura social. As várias políticas públicas desenvolvidas em todo o país permitem agregar desenvolvimento econômico e social.

De acordo com a presidente, “reunir cerca de 380 delegados de todo os estados do país para debater e propor políticas que valorizem os trabalhadores da seguridade social e que tragam mais qualidade ao atendimento prestado aos usuários do sistema, é, sem dúvida nenhuma, um momento muito importante de organização da classe trabalhadora. Também vejo que este Congresso acontece num momento em que a Confederação completa 18 anos de criação e demonstra de forma clara e inequívoca o amadurecimento de sua organização e de seu poder de mobilização,” destaca.

“Além deste intenso momento de reflexão e de proposição de novas estratégias de luta, o nosso Congresso deu um exemplo muito expressivo de democracia, com a eleição por aclamação da nova Direção da Confederação. Foi um debate transparente e pautado no diálogo. A escolha do companheiro Sandro Cesar, da categoria dos Agentes de Saúde e Endemias (Funasa), que já exercia o cargo de Secretário de Comunicação, para a presidência da Confederação me deixou muito feliz. Ele é um companheiro que tenho muito apreço e que sempre demonstrou suas capacidades. Além dele, os demais companheiros eleitos são também muito valorosos e capacitados para fazer com que a CNTSS/CUT avance em suas lutas. Quero desejar a todos um bom mandato”, afirma a presidente.

O presidente eleito, Sandro César, por sua vez, fez questão de frisar que o Ramo da Seguridade tem cumprido um papel expressivo no desenvolvimento econômico e social do país. “Quero dizer que a Seguridade Social é uma área desenvolvedora de políticas públicas essenciais para trazer qualidade de vida para a população e para consolidar mudanças estruturais fundamentais para a sociedade brasileira. A CNTSS/CUT nestes últimos anos cumpriu de forma eficiente suas prerrogativas de defesa dos direitos da classe trabalhadora e dos preceitos da Seguridade fundamentados desde a Constituição de 1988 e defendidos pelos trabalhadores”, afirma.

Sobre o mandato da nova Direção da CNTSS/CUT, o presidente eleito diz que “será pautado sempre pelo diálogo. Estou muito feliz. Posso garantir que vou trabalhar muito para honrar este voto de confiança demonstrado pelos companheiros. Sabemos dos desafios da Confederação em defesa dos trabalhadores e das políticas verdadeiramente progressistas voltadas a Seguridade. Vamos trabalhar para ampliar as conquistas alcançadas nestes últimos anos e lutar para construir o nosso Plano de Lutas aprovado neste nosso Congresso. Temos muito trabalho pela frente, mas estamos muito otimistas,” afirma Sandro César.

O 6º Congresso Nacional da CNTSS/CUT, que aconteceu de 27 a 31 de maio, teve em sua agenda temas como: ‘A Seguridade Social na Perspectiva do Desenvolvimento do Brasil’, Análise da Conjuntura Nacional e Internacional; Previdência Social e os Trabalhadores; Força de Trabalho na Seguridade Social; e Gestão e as relações de trabalho na Seguridade Social.

Na segunda-feira, 27, também foi realizado o 2º Encontro Nacional de Mulheres do Ramo da Seguridade Social. Cerca de 180 delegadas participaram. O Encontro precedeu as discussões do 6º Congresso e foi um momento importante para discussão das questões relativas às lutas e conquistas das mulheres nos espaços sindical, de trabalho e na sociedade.

Mesas e debates do Congresso

Na terça-feira, 28/05, foi apresentada uma Análise de Conjuntura Nacional e Internacional a partir da exposição de Márcio Pochmann, presidente da Fundação Perseu Abramo, economista e professor livre docente da Unicamp. Na sequência, aconteceu a Conferência: “A Seguridade Social na perspectiva do desenvolvimento do Brasil”. Trabalhou o tema o doutor em Economia, professor do IE/UNICAMP e Pesquisador do CESIT/UNICAMP, Eduardo Fagnani.

À tarde, o painel “A Previdência Social e os trabalhadores” foi apresentado por Milko Matijascic, assessor técnico da presidência do IPEA; Elisete Berchiol da Silva Wai, secretária executiva adjunta do Ministério da Previdência Social; Ângelo D´Agostini Jr, diretor do Sindsaúde-SP e do PrevSP.

Às 16h00 aconteceu o segundo painel do dia: “A Força de Trabalho na Seguridade Social”, com as exposições de Maria Helena Machado, pesquisadora titular do DAPS e coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Recursos Humanos em Saúde – NERHUS; e representante do Ministério do Desenvolvimento Social.

Na quarta-feira, 29/05, aconteceu o painel “A gestão e as relações de trabalho na Seguridade Social”, com a exposição de Sergio Eduardo Arbulu Mendonça, secretário de Relações do Trabalho no Serviço Público do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. O ciclo de mesas temáticas proposto pela coordenação do Congresso terminou neste dia e foi dado início ao processo de avaliação das ações e políticas desenvolvidas nos últimos anos, assim como debateram propostas a serem implementadas nos próximos períodos.

A agenda desta quinta-feira, 30/05, ficou por conta da aprovação do Plano de Lutas da categoria e a eleição da nova Direção para o triênio de 2013 a 2016. Confira a os dirigentes eleitos:



DIREÇÃO CNTSS/CUT 2013-2016



DIREÇÃO EXECUTIVA

1. Presidente: Sandro Alex de Oliveira Cezar – Sintsaúde RJ

2. Vice-presidente: Reginaldo Tomaz de Jesus – Sindsaúde MG

3. Secretaria Geral: Célia Regina Costa – Sindsaúde SP

4. Tesouraria: Francisca Alves de Sousa – Sindsprev PE

5. 1ª. Tesouraria: Cláudia da Silva Santos – Enfermeiros RS

6. Secretaria de Relações Internacionais: Arlindo da Silva Lourenço – Psicólogos SP

7. Secretaria de Comunicação: Terezinha de Jesus Aguiar – Sintfesp GO/TO

8. Secretaria de Formação: José de Ribamar Santos de Assis – Sindsaúde PA

9. Secretaria de Organização: Raimundo Rodrigues Cintra – Sindsprev BA

10. Secretario de Políticas Sociais: Cícero Lourenço da Silva – Sindprev AL

11. Secretaria de Mulheres: Maria A. A. G. Faria – Sindsaúde SP

12. Secretaria de Relações do Trabalho – Maria de Fátima Veloso Cunha – Sindsaúde GO

13. Secretaria de Políticas de Combate ao Racismo – Robson Teixeira Góes – Sindacs BA

14. Secretaria de Saúde do Trabalhador: Ademir Portilho Proni – Saúde Privada Guarulhos/SP



DIREÇÃO NACIONAL

1. Luiz Carlos Vilar – Sindsprev SE

2. Cleidinir Francisca do Socorro – Sindsaúde AM

3. Célio dos Santos – Sindprev AL

4. Luciene Bonfim Nascimento da Silva – Sindsaúde Rede Privada BA

5. Antonio Raimundo Teixeira Carvalho – Sindsaúde Rede Privada BA

6. Benedito Augusto – Sindsaúde SP

7. Renato Almeida de Barros – Sindsaúde MG

8. Berenice de Freitas Muniz – Sindsaúde MG

9. Maria Julia Reis Nogueira – Sintsprev MA

10. Élio Araújo de Oliveira – Sindsprev MS

11. José do Bonifácio do Monte – Sindprev PE

12. Adão Pereira Alves – Sindprev DF

13. Margaret Alves Dallaruvera – FENAS

14. Maria de Fátima Frazão – SINDACS PE

15. Manoel Pereira de Miranda – Sintras TO

16. Maria Anízia Gonçalves Marçal – SINTSS MS

17. Raquel Prestes de Mello – Saúde Privada de Curitiba



SUPLÊNCIA

1. Maura Laureano de Sousa Silva – Sindprev DF

2. Sinézio da Mota Barros – Enfermeiros TO

3. Tânia Freitas de Melo – Sindprev BA

4. Mauro Plácido Ribeiro – Sindsprev PB

5. Miriam Ribeiro de Andrade – Sindsaúde PA

6. Luiz Claudio Celestino – SINDACS CE

7. Everaldo de Almeida Paré – FESSERS RS



CONSELHO FISCAL

1. Fernando de Oliveira Rocha – Sindsprev MS

2. Maria Ap. Neri da Silva – SINTRAEMFA SP

3. Lucia Esther Duque Moliterno – Enfermeiros BA



SUPLÊNCIA DO CONSELHO FISCAL

1. Leocides José de Sousa – Sindsaúde GO

2. Leonildes Silva – Sintsprev MA

3. Lucivaldina Brito da Boa Sorte – Sindprev BA

CNTSS



Comentar esta matéria (0)

Não há comentário cadastrado





Filiado a

© 2003 - 2010 Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde no Estado de São Paulo
Registro Sindical 000.000.97165-0